Bodhi…

Fonte da foto aqui.

Ontem, na terça feira dia 08/06/2010, estava planejado de ir ao local secreto para realizar algo importante para mim. Aquilo que eu gostaria muito que materializa-se.

Para algumas situações, eu sou meio estrategista. Penso na situação, começo a trabalhar e a pensar em como atingir os meus objetivos. Mas por alguma razão ou por alguma força superior, a situação não acontece.

Com o tempo percebo que, de alguma forma, o não atingir o que eu almejava, levou-me a outras possibilidades que eu não esperava…seja para o bem e, não vou mentir, seja para o mal.

Não ia escreve isso, mas é  aquele velho e batido chavão que a vovózinha fala para seus netinhos…”tem males que vem para o bem”. Lindo né???  Uma senhora simpática, falando essa maravilha com seus poucos dentinhos na boca.

Depende o que é esse bem. Quem me garante que a não realização do que se deseja é um bem?? Você???

Algumas vezes, isso soa para mim como uma desculpa esfarrapada para justificar o seu fracasso. Em contrapartida, lembro-me de um anime aonde todos os heróis sempre se davam mal no começo de uma saga. Mas por incrivel que pareça, a desgraça inicial faz com que eles criem meios para vencer o que parecia impossível se eles tentasse se chocar com o inimigo logo no início.

Voltando ao meu mundo real, parece piada, ontem eu estava pronto a sair, tudo ok, vestido, mas do nada meu “spider sense” começou a zunir, zunir e me deixar em orelhas em pé.

Saquei meu i-ching e perguntei sobre a situação.

Ele me enviou sem dó o hexagrama 41 e o hexagrama 38. Aquilo que eu não queria ler estava lá, e eu esperava outra resposta, mas o velho chinês foi sem dó em me mostrar a situação.

Por alguns momentos eu fiquei remoendo aquilo que eu tinha acabado de ler. O gosto ruim ficou na boca.

Mas depois de alguns minutos, algo começou a me trazer uma paz interior que eu estava sentindo falta. Sim, como aconteceu a Siddahartha, na hora que ele parou de procurar aquilo que ele almejava…ele iluminou-se.

Não estou me comparando ao Sidda, nem devo e nem quero seu folião, mas como eu havia lido em algum lugar: mostrei o que eu quero, mostrei minha qualidades e o meu carater, vou até a metade do caminho. A outra metade eu não posso fazer. Como eu gostaria que a outra metade fosse preenchida.

Como disse uma vez o Persona Rocha em seu blog, estou fazendo tudo com atenção e capricho…devo ficar atentos aos sinais e ir reajustando o que eu faço, da melhor maneira possível.

Pós-fraseando o Persona Rocha: Eu tento lutar como eu treino…e treino como se eu estivesse lutando. Isso inclui em algumas vezes o “não fazer”.

Hoje tem Persona Reraaaaxxa…com ele eu faço massagem e acupuntura. Faço a anos, sendo que foi o Rerrraaaxaaa que me salvou de minha LER duas vezes. Preciso e vou lá hoje fazer uma sessão.

Lembre-se em agradecer, seu folião…e torça por mim, eu preciso.

seven.

73 55

Anúncios

4 comentários sobre “Bodhi…

  1. Passei por uma situação igual!
    Quando deixamos de procurar as coisas, elas vem, mas ai é vc que decide se continua querendo elas ou não!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s