Uma semana, tensão em algumas horas e O Grande Homem.

El Hombre Grande, de Magda Frank

Esta semana dos dias 13~17/12/2010 o meu chefe viajou a descanso.

Todos os projetos de um cliente ficaram sobre minha responsabilidade; entrar em contato para tirar dúvidas, passar/abastecer  informações aos desenhistas e projetistas, e por ai vai.

Mas o meu chefe alertou-me que, era muito provável, um novo cliente poderia aparecer nesta semana solicitando um serviço.

Dito e feito.

O cliente apareceu na terça e solicitou a entrega de todo um projeto, com desenhos de montagem e detalhamentos, para sexta feira. Mas a carga do serviço é alta, o tempo real para fazer é de uma semana.

Já tinha conversado com o meu chefe de chamar um ex-funcionário, e ótimo cadista, para nos ajudar como um autônomo.

Por que chamar alguém de fora? Simples, hoje, no escritório, tenho apenas um auxiliar de desenhista e dois estagiários. Não tenho ninguém altamente experiente aqui comigo, de prontidão.

Coletei este novo projeto e enviei para este amigo autônomo. A partir dai a situação começou a ficar mais tensa, acompanhem.

Na quinta-feira eu precisei falar com este cliente, para acertar alguns detalhes sobre os desenhos, neste momento ele pediu algum desenho para dar uma olhada e fazer algum comentário necessário.

O problema é que o meu amigo estava trabalhando a noite sobre este projeto, que iria ser entregue na integra na sexta-feira, mas na cabeça do cliente estávamos trabalhando em período integral, então solicitar algum material pronto apenas para checar não seria problema.

Na visão deste cliente, era apenas colocar algum desenho finalizado no email e enviar.

Bem, o que fazer nesta hora?? Falar a verdade, apenas isso.

Expliquei a ele a situação; que aqui comigo não tenho nenhum desenho pronto, que o profissional está trabalhando a noite no projeto e que todos os desenhos seriam entregues na data.

A partir deste momento o nível de tensão aumentou. O cliente falou que isso era bastante arriscado, pois ele precisava ver os desenhos e opinar ao invés de receber tudo pronto.

Concordo com ele, mas no prazo que tinhamos, e no período de tempo que o meu amigo estava trabalhando, só teríamos algum desenho pronto na sexta.

Questionou também do profissional trabalhar a noite, fato que poderia afetar a qualidade dos desenhos.

Neste momento eu fiz ele comprar a confiança em mim, acreditar em minha pessoa, que na sexta feira todos os desenhos estariam prontos, e que o projetista  é um excelente profissional, o que é uma verdade.

Chega sexta-feira, abro minha caixa de email e vejo três desenhos enviados pelo meu amigo. No corpo da carta, resumidamente, meu amigo fala que não conseguiu terminar o serviço pois o nível de detalhamente era muito alto (concordo), e que iria apenas terminar na segunda. Isto porque ele ficou trabalhando até as 3:00 a.m.

Nesta hora eu não lembro no que eu senti direito, apenas respirei fundo e liguei ao cliente, mas antes repassei os desenhos a ele e falei que ligaria em alguns minutos.

Conversei com ele e pedi desculpas sobre a situação, e que ele poderia conversar com meu chefe e expor sua insatisfação.

Logicamente que ele não gostou nada do ocorrido, mas durante a conversa sinalizei para ele para tentarmos resolver tudo da melhorar maneira possível. E ele concordou.

Vamos resolver a situação de uma vez.

Pedi para ele checar os desenhos enviados e fazer os seus comentários e sugestões.

No final da tarde ele me liga e fala mais ou menos assim “Não é nada disso que eu desejo, abra o desenho na sua tela e comece a anotar as mudanças que eu quero…”.

Sugeri uma saída melhor. Falei que o projetista que iria ligar para ele.

É o lógico, pois eu, como intermediários, poderia repassar ao meu amigo alguma informação distorcida, ou pior, esquecer de repassar algum comentário.

Foi o que aconteceu: Meu amigo veio no final da tarde até o escritório, ligou para o cliente e iniciou a conversa sobre as mudanças a serem feitas.

A conversa levou 53 minutos do que deverá ser feito e atendido.

Situação resolvida com informações alinhadas. O projetista acertou que entregará tudo nesta semana do Natal.

O que eu observo com este case:

Falar a verdade foi o fator importante para tentar sanar tudo.

No momento em que o cliente pediu algum desenho para dar uma olhada rápida, pois na cabeça dele estávamos ali desenhando, explicar a real situação era o que tinha que ser feito.

Além do que, eu não iria em hipótese alguma tentar iniciar choques de argumentos, alegando que o prazo era surreal, etc. Foquei todas as energias em não me defender, mas sim em resolver.

O desfecho final também para mim era o correto, linkar o projetista com cliente.

Isso tudo sinaliza claramente que eu preciso de um desenhista experiente do meu lado. No fundo no fundo, tudo ocorreu por causa deste detalhe.

Detalhe este que me fez ter horas de tensão.

Opiniões são bem vindas na parte de comentários.

A arte de Magda Frank, logo no início do post,  não está aqui no sentido de uma pessoa destemida, capaz de resolver tudo..um “Grande Homem”. O verdadeiro significado desta obra, comentado pela artista, explica o que eu senti em alguns segundos desta semana.

Cad, Blender, Coffe and day by day.

Cl for Seven, Baby.

73 55

Anúncios

2 comentários sobre “Uma semana, tensão em algumas horas e O Grande Homem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s